Servidora é investigada por acumular cargos públicos em dois municípios no Interior do Ceará

mpceeee.jpg

Foto: Divulgação

O Ministério Público do Ceará (MPCE) instaurou Inquérito Civil Público para investigar uma servidora pública que acumulou durante sete anos recebimento de gratificações de dois municípios no Interior do Estado. Segundo o MP, a mulher, de identidade preservada, violou princípios da administração pública e dano ao erário.

O órgão apurou que o acúmulo aconteceu durante, pelo menos, sete anos, de 2013 a 2019. No entendimento dos promotores, o comportamento resultou em enriquecimento ilícito por parte da suspeita .

“Recebeu para si vantagem econômica mensal oriunda dos municípios de Nova Olinda e Altaneira sem que tivesse prestado qualquer tipo de serviço a estas municipalidades, visto que exercia suas funções no cartório eleitoral da 53ª Zona Eleitoral”, expôs o órgão.

A mulher é concursada, contratada em regime estatutário e exerce a função de Auxiliar Administrativo na Secretaria Municipal de Assistência Social de Santana do Cariri desde 1998. Em 2009, foi requisitada pela Justiça Eleitoral da 53ª Zona eleitoral para prestar serviços junto ao Cartório Eleitoral de Nova Olinda. Lá teria permanecido durante uma década.

“Ocorre que, mesmo sendo servidora municipal de Santana do Cariri requisitada pelo Cartório Eleitoral da 53ª Zona Eleitoral, a servidora também foi nomeada para o cargo comissionado de assistente técnico da Secretaria do Meio Ambiente do Município de Nova Olinda, em 1º de março de 2017”, divulgou o Ministério Público

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

scroll to top