Novas restrições do decreto: veja a diferença dos cenários da pandemia no Ceará em 2021 e 2022

Cidades do Ceará receberão novos respiradores para tratar pacientes com Covid-19

Especialistas concordam que, após vacinação massiva, população cearense relaxou nas medidas de prevenção. O Governo do Ceará anunciou, na quarta-feira (5), um recuo na liberação de atividades, restringindo a capacidade de pessoas em eventos e festas a 10% do permitido antes e proibindo festejos de carnaval. Mas qual é a diferença do atual cenário epidemiológico da Covid-19 neste início de 2022 em relação a período semelhante do ano passado?

Em 5 de janeiro de 2021, o Ceará estava sob os efeitos do decreto Nº 33.884, publicado três dias antes, e que prorrogava uma decisão de dezembro. Naquele período, o Estado já vivenciava um novo aumento de casos e mortes que, três meses depois, culminaria no pico da segunda onda da doença.

O dispositivo mantinha a proibição de festas, shows e eventos sociais, bem como a recomendação para a permanência das pessoas em suas residências para evitar a disseminação da Covid-19.

Além disso, na semana seguinte, foram suspensas, em todo o Estado, quaisquer festas ou eventos comemorativos de Carnaval, em ambientes abertos ou fechados, promovidos por iniciativa pública ou particular. O mesmo foi determinado no decreto de quarta-feira (5).

À época, o Governo ainda negociava a aquisição de vacinas para o Estado.

Deixe uma resposta

scroll to top
%d blogueiros gostam disto: