Assembleia aprova Projeto de Lei que reconhece relevância histórica de Campo de Concentração em Senador Pompeu

C8E00C79-3692-414D-AC18-45B4708D90E1.jpeg

Foto: Gustavo Gomes/EBC.

Foi aprovado na última quarta-feira, 13, na Assembleia Legislativa do Estado do Ceará, o Projeto de Lei de autoria do deputado Queiroz Filho (PDT), que reconhece a relevância histórica e cultural da Vila dos Ingleses, conhecida como Sítio Histórico do Campo de Concentração do Patu, no município de Senador Pompeu, no Sertão Central.

O autor do Projeto explica que, dos campos de concentração que foram erguidos no estado, o de Senador Pompeu é o único que ainda possui edificações. “Atualmente consiste em um canteiro de obras com 12 casarões, 160 casas de taipa e três casas de pólvora. Calcula-se que morreram cerca de 12 mil pessoas, mais da metade dos concentrados, tanto que foi criada a ‘Caminhada da Seca’, que reúne anualmente, desde 1982, mais de cinco mil pessoas”, disse.

Segundo Queiroz Filho, o reconhecimento, assim como a preservação da estrutura do sítio, reafirma a existência dos campos de concentração de retirantes no Ceará durante o período da grande seca de 1932. “A ausência de resquício físicos de tais campos em Fortaleza tende a relegar ao esquecimento esse difícil capitulo da nossa história. Temos exemplos que geraram duas comunidades, do Pirambu e do Alagadiço, e a favela dos Trilhos, que se desenvolveram de maneira desigual em relação a outras áreas da capital”, afirma.

Aprovado em plenário, o Projeto de Lei segue para ser sancionado pelo Poder Executivo.

Fonte:Repórter Ceará.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

scroll to top